Quando descobri o que sou para Deus, a opinião da oposição a meu respeito, perdeu o efeito;quando me conscientizei do que Deus é para mim, dispensei intermediários...

EstherRogessi Estruturando Vida Através das Letras

"Há sempre uma razão de ser em cada amanhecer".

Textos

Há momentos que é melhor calar
 
 
 
          Naquela linda manhã senti saudade imensa de um casal amigo. Resolvi visita-los...
Linda casa! Ensolarada, aconchegante, organizada, e  limpa.
Estava explícito: A senhora da casa era uma mulher virtuosa... O lugar transmitia imensa paz.
Adornado por um lindo e impecável jardim, visitado por borboletas, beija-flores e outros voadores, que nos presenteava com bailados divinos e iguais cânticos.
No aconchegante terraço, esvoaçava lenta e graciosamente as rendas  laterais da bela rede, convite ao descanso.
          Fui recebida com o mesmo amor e carinho, que me conduziu àquele encontro.
No quintal da casa, encima de uma mesa de ferro, adaptação de uma antiga grade protetora de ar condicionado, um fogareiro de barro cozinhava o almoço. A fumaça da lenha me remeteu aos cozinhados, que eu fazia, quando criança, acompanhada das minhas amiguinhas, na cidade de Palmares/PE, à beira do Rio Una, que margeava o quintal da nossa casa, cercado por estacas de madeiras, onde tinha um portão, que ao abri-lo... tínhamos acesso ao rio.
          Comumente, usa-se carvão, para cozinhar em fogareiro de barro, e lenha, para fogão à lenha. No chão,  pedaços de madeira cortados,  com  serra elétrica... Pouco menores que a circunferência do fogareiro de barro aguardavam a hora do sacrifício. À medida que o fogo os consumia, mais pedaços eram colocados... O vento, constante, embaixo do pé de manga fazia do fogareiro um consumidor voraz.
          O galeto que estava assando, derretia a sua gordura sobre o fogo, espalhando agradável cheiro no ar. Não me demorei, para o almoço, só o bastante, para matar a saudade.  A agradável conversa regada com  boas gargalhadas, sem preocupação com etiqueta, pois, não as tolero, nem mesmo em roupas, divertiu-me.
         Passado bom tempo, daquela boa visita eu soube, que aquele foi um pic-nic forçado... O casal amigo, já aposentados, estava em situação financeira difícil; naquele dia, não tinham como comprar o gás, tampouco o carvão... Assim, cortaram da madeira que tinham no quintal, para a preparação  das refeições... Sem perder à “classe”, transformaram o infortúnio, em uma situação agradabilíssima... Assim, foi para mim!
Faltou-lhes dinheiro, abundou-lhes sorrisos, bom-humor, integridade e sabedoria. "Há momentos na vida que se falarmos, a nossa dor não cessa; e, calando-nos, qual será o nosso alívio"? (Jó 16:6) Bíblia Sagrada.
 
Recife, 29/08/2017.
Às 11h27mn.

Licença Creative Commons         
O trabalho: Há momentos que é melhor calar, está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

       
EstherRogessi
Enviado por EstherRogessi em 29/08/2017
Alterado em 15/03/2018
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
"O ARTISTA CRIA NÃO SI APROPRIA" RESPEITE O DIREITO AUTORAL LEI 9.610/98