Quando descobri o que sou para Deus, a opinião da oposição a meu respeito, perdeu o efeito;quando me conscientizei do que Deus é para mim, dispensei intermediários...

EstherRogessi Estruturando Vida Através das Letras

"Há sempre uma razão de ser em cada amanhecer".

Textos

CUIDADO MULHERES BRASILEIRAS COM OS GOLPISTAS DA INTERNET...


Falsos militares americanos contatam mulheres, através das redes sociais e outros, passando-se por médicos militares americanos, em missão em Cabul (Afeganistão), e outros países em guerra.
Escolhem perfis e solicitam "amizade confiável" dizem ser viúvos e contam, sobre morte trágica da mulher ou familiares, para comover os corações das suas "escolhidas".
Assim, dão início a estória que terminará com pedido de depósito bancário das suas vítimas, com a desculpa de pagar taxa ao exército para dispensa militar, para que possam viajar ao Brasil, esses são os chamados "scammers" ou golpistas.
No início flores, preparação para a futura extorsão.
Cai nessa, quem não pesquisa na internet; quem anda com os pés nas nuvens e o coração muito acelerado, entre às pernas!
Há formas fáceis de se descobrir perfis e imagens falsas na internet.
Invista tempo na pesquisa, antes de cair nessa rede maldita.
Nenhum relacionamento sério, em fase alguma, pedirá o seu dinheiro!
Acorde, antes do pesadelo, com o "sonho americano"!
É importante salientar que esses crápulas costumam se aproprIar das imagens de pessoas sérias e usá-las em perfis falsos.
Também, buscam as mais diferentes desculpas, para extorquirem dinheiro, através dos depósitos bancários, de suas "conquistas virtuais".
Nem tudo que reluz é ouro!





EstherRogessi.
EstherRogessi
Enviado por EstherRogessi em 02/01/2019
Alterado em 02/01/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
"O ARTISTA CRIA NÃO SI APROPRIA" RESPEITE O DIREITO AUTORAL LEI 9.610/98